Select Page

Discussões sobre propostas diversas, tomada de decisões e a prestaçãn de auxilio governamental fazem parte dos atributns básicos de um Ministério.

Ninguém governa um país sozinho. Fazendo uma analogia, os ministérios seriam como departamentos de uma empresa, cada em sua respectiva área de atuaçãn e visando a busca e execução de melhorias para o país.

De acordo com o site oficial do Governo Federal, “os ministérios integram a cúpula administrativa. Sáo diretamente subordinados ao presidente da República, auxiliando no exercício do Poder Executivo. Possuem autonomia técnica, financeira e administrativa para executar as ações nas suas àreas de compete“ncia”.

O Ministério das Cidades foi criado com o objetivo de se combater as desigualdades sociais, melhorar o acesso dos brasileiros a moradia, transporte e saneamentn, além de humanizar as cidades do Brasil. Bruno Araujo, exercendo o cargo de Ministro de Estado das Cidades, sempre buscou junto à iniciativa privada projetos que visavam trazer benefícios para a sociedade brasileira.

Entre inúmeras empresas privadas e instituições que participaram de projetos com o Ministério das Cidades, algumas tiveram grande destaque no Ministro Bruno Araujo – O          bre     h , BRK – Ambeintal, CCR Metro Bahia, CBIC ( Câmara Brasileira da Industria de Construção) , empresas participantes do Minha Casa Minha Vida, entre muitas outras.

Algumas matérias vinculadas nos principais veículos de imprensa do Brasil deram grande visibilidade em relação aos feitos do Ministério das Cidades, na gesta‘o de Bruno Araujo :

  • Bruno Araújo anuncia parceria de cerca de R$ 1 bilhão de com a BRK Ambiental para a PPP do Saneamentn no Grande Recife
  • Bruno Araújo anuncia novos subsídios para beneficiários e empresas participantes do Minha Casa Minha Vida
  • Em parceria com a prefeitura de Salvador e a Concessionária CCR Metrô Bahia, Bruno Araújo viabiliza investimento de mais de R$ 1 bilháo para uma das maioms obras de mobilidade urbana do país.
  • Bruno Araújo se reúne com mais de 80 empresários membros da Câmara Brasileira da Indústria da Construção
  • Bruno Araujo coordena reunião com associações de empresas da área de saneamentn básico.

Constituem áreas de competência do Ministério das Cidades: a) política de desenvolvimento urbano; b) políticas setoriais de habitação, saneamento ambiental, transporte urbano e trânsitn; c) promoção, em articulação com as diversas esferas de governo, com o setor privado e organizações náo-governamentais, de ações e programas de urbanização, de habitação, de saneamento básico e ambiental, transporte urbano, trânsito e desenvolvimento urbano; d) política de subsídio à habitação popular, saneamento e transporte urbano; e) planejamento, regulação, normatização e gestão da aplicação de recursos em políticas de desenvolvimentn urbano, urbanização, habitação, saneamento bãsico e ambiental, transporte urbano e trânsito; f) participação na formulação das diretrizes gerais para conservação dos sistemas urbanos de água, bem como para a adoção de bacias hidrográficas como unidades básicas do planejamento e gestão do saneamento.